Dando continuidade a série de entrevistas com os ganhadores do Prêmio Corretor do Ano, hoje vamos conhecer a trajetória de Caroline Nogueira, vencedora na categoria Capital do Mato Grosso do Sul.

A corretora, radicada na cidade de Campo Grande, contou que após a conquista do Prêmio pretende dobrar sua meta de unidades vendidas em 2016, através de um atendimento personalizado e de excelência a todos os seus clientes.

Confira a entrevista abaixo:

Perfil Corretor do Ano
1) Nome

Caroline Nogueira Vieira

Perfil Profissional: https://corretor.movia.com.br/Site/carolnogueira 

2) Apelido

Carol

3) Idade

31 anos

4) Tempo de profissão

2 anos

5) Especialidade

Compra, venda e locação de imóveis urbanos e rurais.

6) Região de atuação

Campo Grande e interior de Mato Grosso do Sul

7) Número de unidades vendidas/alugadas ano passado 

“Digamos que foi suficiente para incentivar a dobrar minha meta de 2016.”

8) Como começou na profissão? 

“Sempre fui fascinada por imóveis e queria ajudar as pessoas a concretizar o sonho de adquirir um imóvel, mas principalmente auxiliar na realização de um bom negócio, sem riscos e sem vícios.”

9) Porque escolheu ser corretora? 

“Eu atuava como professora e precisava mudar de carreira, pois queria ter um filho. Os horários como professora não me permitiam ter o tempo que eu desejava com o bebê. Como corretora autônoma, encontrei uma oportunidade de equilibrar trabalho e família.”

10) Descreva qual seu diferencial na hora de vender e atender seus clientes.

“Busco atender com excelência e sempre me coloco no lugar do cliente. Meu diferencial é o atendimento personalizado e exclusivo, traçando o perfil do cliente e buscando o melhor imóvel para atendê-lo. O cliente poupa tempo, sem visitas desnecessárias a imóveis que não satisfazem seus critérios e sem o desgaste de tratar com vários corretores.”

11) O que fez sua carreira melhorar?

“O foco e a dedicação aos clientes. Escutar o cliente e me dedicar a encontrar exatamente o que ele procura sem delongas e especulações.”

12) Como você faz para se manter atualizada na profissão?

“Mantenho-me atualizada através de leituras de artigos e notícias em sites e canais relacionados com o mercado imobiliário. Além, é claro, dos cursos e congressos oferecidos pelas instituições da área.”

13) Você exige exclusividade nas vendas? Caso afirmativo como faz para convencer seus clientes?

“Sim. Informo ao cliente que a exclusividade é um fator essencial para a dedicação do corretor ao tratar de seu imóvel. Sem exclusividade o corretor não se dedica como deveria, pois o imóvel pode ser vendido a qualquer tempo por outro corretor. Em tais casos, o corretor de imóveis perde tempo e dinheiro com anúncios e visitas.”

14) Quais são as maiores dificuldades da carreira na sua opinião?

“As dificuldades na carreira são inúmeras, mas destaco a questão da exclusividade (para a qual o cliente não dá importância); a ‘prostituição’ do mercado com anúncios duplicados de imóveis (às vezes com preços diferentes); e a atuação ilegal da profissão, que gera desconforto e constrangimento para a categoria.”

15) Uma história pitoresca?

“Palmeiras imperiais costumam chamar a atenção de potenciais compradores de um imóvel, principalmente se compõem a fachada. Soube de um comprador que adquiriu um imóvel no valor de quase um milhão e meio de reais que tinha duas palmeiras na calçada da casa, com pelo menos dez anos de vida. Efetivada a compra, certo dia o novo proprietário chegou e as palmeiras tinham desaparecido. Ao que parece, o vendedor só negociou a casa, mas não as palmeiras.”

16) Quais são seus planos para o futuro?

“Quero montar uma equipe forte e bem treinada para atender os clientes que procuram pelos meus serviços e me concentrar cada vez mais no crescimento profissional.”

17) Ganhar o prêmio 2015 surtiu algum efeito no seu desempenho de vendas?

“Ganhar o Prêmio Corretor do Ano surtiu muito efeito em meu desempenho, além de me dar coragem para crescer como profissional. Foi extremamente gratificante. Estou orgulhosa e satisfeita em representar os corretores da minha cidade, Campo Grande, e de meu belíssimo estado, Mato Grosso do Sul.”

Leia também: Perfil Corretor do Ano: João Araújo